X Zacarias me dá um conselho

‘And last night’s dream… I know it well, and blush not when I tell you… I think therein you’ll find your inspiration. At least for your beginning script, and as for after… oh, the dreams we’ll dream… and dear my knight, how beautiful you’ll make me.’
Steve Moore, Somnium

           

            Quando finalmente me atendeu, Zacarias já parecia uns vinte anos mais velho. As pernas entrevadas estavam magras, o olhar mais severo e um bafo adocicado de fumo de cachimbo irlandês. Aparentemente, fizera um luto adequado para a amizade, onde se convencera de que tinha mais é que deixar eu me foder nessas coisas obvias de escrever jornal anônimo com Tompinhão Coelho (uma suspeita nunca confirmada) ou de dar pala de maconheiro ou então de me perder, caminhando ebriamente…

            -… atrás de uma mulher louca, que deve ser absurdamente feia sem aquela máscara. Você está passando pelo caso mais grave de platonismo que eu já testemunhei. E olha que eu mesmo caí muitas vezes nos braços dessa doença, rapaz. Mas você está superando em muito a grande maioria dos enamorados, espero que não fique tísico com isso.

            Então, como a figura paterna que era, Zacarias segurou-me pela cabeça, aproximando-me dele e testàtesta disse: – Você precisa ir num puteiro, rapaz.

Advertisements

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out / Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out / Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out / Kemmañ )

Google+ photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google+ Log Out / Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s