XI Zacarias me dá a mão e me leva por aí

Página 25 / 3 linhas

Linha 1 / 3 painéis

Painel 1:

A Pintora de pé, sobre a boca de lobo, observando o rio correr.

 

Painel 2:

A Pintora caminhando de volta pra casa, passando por um bando de crianças.

 

Painel 3:

A Pintora chegando em frente a sua casa.

 

Linha 2 / 3 painéis

Painel 1:

Como de costume, ela limpa a tinta do botão da campainha com a sua camisa.

 

Painel 2:

Então, a revelação. A Pintora olha para o lado, na intenção de abrir o portão e descobre uma margarida presa entre as grades.

 

Painel 3:

A Pintora de frente à margarida, olhando para os lados, em busca de algo que explique como aquela flor foi parar ali. Ela nota uma mancha negra no canto da parede (uma mancha de graxa, da altura do ombro d’O Escritor).

 

Linha 3 / 2 painéis

Painel 1:

A Pintora levando a mão na direção da graxa.

 

Painel 2:

A Pintora olhando para as mãos. Uma delas está suja de graxa e a outra, traz a margarida.

 

Página 26 / 3 linhas

Linha 1 / 1 painel

Imagem do painel:

O Escritor deitado nu ao lado de uma garota, também nua.

Nenhum dos dois tem um corpo perfeito. Ele é magro demais, ela, um pouco gorducha.

A garota é alguns anos mais nova, está com a boca um pouco aberta e podemos ver seus dentes bem separados uns dos outros. Obviamente, os dois acabaram de fazer sexo. Ela está de olhos fechados, quase cochilando, enquanto ele, ainda com a camisinha no membro, está de olhos bem abertos, olhando para o teto. Poderia se dizer até que ele está apavorado, sentindo-se culpado.

O quarto onde eles estão é de uma decoração feia, com coisas velhas, como se tivessem se acumulado ali, em meio a poeira e marcas de violência, ao longo das gerações. Obviamente, trata-se de um quarto sem dono, um lugar entre muitos outros, com certa privacidade, dentro de um prostíbulo qualquer. Um quarto único, com tantas sombras e vidas que poderia contar a história do universo pelas fodas e lágrimas e brochadas que contém.

As sombras dizem tudo. Há muito mais que O Escritor e a pobre garota de programa ali, há também A Pintora, Zacarias, todas as outras mulheres e homens, todos estão ali, todos choram e gozam e vivem e morrem como podem.

As roupas estão caídas no chão. Destaque para a camisa d’O Escritor, e seu ombro sujo de graxa.

 

Linha 2 / 3 painéis

Painel 1:

Zacarias sentado no salão principal, com duas moças. Uma delas está ao seu lado e ele a abraça, a outra em seu colo e ele afunda a cabeça em seus seios. Nenhuma das duas mulheres é de uma beleza espetacular.

 

Zacarias:

Existe o tudo e por conseqüência, buscamos o nada!

 

Painel 2:

Zacarias beijando nos lábios a garota que está em seu colo.

 

Painel 3:

Zacarias olhando para a garota.

 

Zacarias:

Nossa! Eu realmente não entendo. Não entendo essa mania da Humanidade em ficar procurando defeitos na perfeição.

 

Linha 3 / 2 painéis

Painel 1:

Zacarias metendo-se peito adentro da mocinha, de novo, enquanto um abarrotado Escritor, ainda se vestindo, surge das sombras em primeiro plano.

 

Painel 2:

Zacarias olhando para O Escritor que se aproxima.

 

O Escritor:

Eu a traí.

 

Página 27 / 3 linhas

Linha 1 / 2 painéis

Painel 1:

Zacarias ajudando a moça a sair de seu colo, enquanto O Escritor se aproxima.

 

Zacarias:

Só um minuto, meu bem. Vou bater um papo com meu amiguinho e já voltamos às festividades.

 

Painel 2:

As duas mulheres saindo de cena, enquanto O Escritor senta-se ao lado de Zacarias.

 

 

Zacarias:

Então, você deu umazinha.

 

Zacarias (mesmo balão):

E daí?

 

Linha 2 / 3 painéis

Painel 1:

O Escritor olhando para Zacarias.

 

Zacarias:

Encare os fatos, rapaz. O homem ama e fode.

 

Painel 2:

Zacarias passando a mão por cima do ombro d’O Escritor, para abraçá-lo de forma semelhante ao que havia feito com a prostituta, mas de forma mais afetuosa, como se abraçasse um filho.

Nesse momento, O Escritor está fechando a camisa com as mãos.

 

Zacarias:

E se você se satisfizer sozinho, em ambas as situações, por muito tempo, acaba enlouquecendo.

 

Painel 3:

Zacarias abraçado a’O Escritor, olhando-o seriamente enquanto ele abotoa os botões da camisa.

 

Zacarias:

Além de que…

 

Linha 3 / 3 painéis

Painel 1:

Zacarias sorrindo para O Escritor.

 

Zacarias:

Deus, você precisava disso!

 

Painel 2:

O Escritor olhando sério para Zacarias, enquanto este sorri, exibindo todos os seus deteriorados dentes (e a falta dos mesmos).

 

Painel 3:

Os dois caindo na gargalhada.

Advertisements

Lezel ur respont

Fill in your details below or click an icon to log in:

Logo WordPress.com

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont WordPress.com Log Out / Kemmañ )

Skeudenn Twitter

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Twitter Log Out / Kemmañ )

Luc'hskeudenn Facebook

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Facebook Log Out / Kemmañ )

Google+ photo

Emaoc'h oc'h ober un evezhiadenn gant ho kont Google+ Log Out / Kemmañ )

War gevreañ ouzh %s